6 de junho de 2008

No mundo da Lua


De repente, o sol se escondeu. A Lua, curiosa, queria saber o motivo.
Por que o sol ali não estava como de costume, todos os dias. Mas, assim mesmo assumiu seu lugar.
Ao longo do dia percebeu algo diferente; as pessoas não ficavam velhas, estavam rejuvenescendo. Os velhos renasciam, as crianças iam morrendo.
Os rios ficavam limpos, as florestas voltando à forma original.
Os moradores da cidade voltavam para o campo.
Os animais iam se transformando, contrariando a teoria da evolução.
O ar foi ficando puro, pois a poluição foi diminuindo.
O ser humano voltou a se comunicar pessoalmente, à moda antiga.
Nada de Internet, telefone ou televisão. Isso era coisa do passado
Agora o homem é simplesmente homem. O amor voltou!
Será que é utopia?
Será que estou ficando louca? Pensou a Lua.
Pois é...
Atualmente, vivemos num mundo onde já não sabemos o que é realidade ou fantasia.
Vivemos ao lado das pessoas e já não as conhecemos.
Enxergamos, mas não vemos. Escutamos, mas não ouvimos...
Mas tudo pode ser diferente!
Façamos como aquela Lua, que na verdade, não estava louca.
Apenas começou a enxergar o mundo de uma outra maneira.
Onde os problemas e necessidades continuam existindo, mas podemos pintá-los da cor que quisermos. Bastar ter tinta e muita criatividade.
Comece hoje mesmo a olhar o mundo e as pessoas de forma diferente.
Você verá o resultado.
E ao olhar para o céu e avistar a Lua, já sabe...

2 comentários:

Zazá Lee disse...

Muito bonita esta sua imagem escrita e pictórica.
A verdade está dentro de cada um; cada um de nós, vemos e sentimos de forma diferente o sol ou a lua.
Mas eu gostei muito deste texto.
seu blog tá bacana.
bj

PÉ DE PITANGA disse...

Gostei que voltou com as homenagens. Respondi seu e-mail, vc viu?
Beijos