9 de maio de 2009

A todas as mães

Parabéns, Mãe querida (autor desconhecido)


Mãe, porque não falas?...
Estás tão calada... Parece que estás sofrendo?!
Tire o avental, enxugue o suor do rosto,
Senta no teu canto e preste atenção no que estou dizendo...

Mãe! Trabalhas sem descanso!
Horas e horas de doação, gastando tua energia...
Tu és mulher nestas horas,
Trabalhas cantando de manhã até o final do dia...

Quantas horas de vigília;
Ao lado do filho amado, do companheiro,
Nestas horas tu és uma enfermeira
E trabalhas orando, acreditando em Jesus luz do mundo inteiro...

Quando ajuntas a roupa suja,
Percebes que vai além do teu limite...
Nesta hora tu és uma lavadeira
E o teu cantar ainda persiste...

E a comida, Mãe?
Faz com tanto zelo e amor
Nesta hora tu és uma cozinheira
Trabalhando numa seara do Senhor...

Quantas noites hein, Mãe?
Tu passaste acordada,
Depois de fazer amor, mesmo com dor,
Consegues dizer, te amo, tu és meu companheiro de jornada...

Já chorastes tanto!
Pelo filho tão rebelde, tão distante...
Mas estás sempre de joelhos orando à Virgem Maria:
“Proteja meu filho amado, das drogas, das doenças, dos assaltantes...”.

Quando mais jovem,
Sofrestes o olhar de outro homem, uma perseguição...
Porém com galhardia espantas o touro bravo e pensas:
Sou mulher de um homem só, eis a minha missão...

Mãe! Às vezes penso:
Serás tu, um anjo caído dos céus?!
És renúncia, és ternura, és amor...s
És a paz que controla este mundo de escarcéus...

Mãe! Sendo tu, mulher e tudo quanto falei,
Poderias me responder a uma pergunta curiosa:
Como fazes para ter esta garra,
E espalhar no mundo este teu perfume das rosas?...

Mãe! Tu pareces uma delas...
Pois sofres calada sorrindo...
És como as rosas que enfeitam o mundo
Sobre as garras dos espinhos...

PARABÉNS, Mãe querida...
Neste teu dia quero e devo abraçá-la,
Ganhar um pouco de tua energia,
Da tua pureza, da tua garra...

Perdoa-me Mãe, se como homem eu não a compreendi...
Se como filho não lhe dei o devido valor...
Só sei que tu és o anjo bom da minha vida,
É a minha estrela guia, sucessora direta do criador...


Ouça a música

3 comentários:

ZAZÁ LEE disse...

Muito lindo Pedro.
Vc quem escreveu?
Eu fiz um post este ano, de forma mais alegre, mais positiva..
Tentei mostrar a vida e não a saudade dela.Mas a descendência dela.
Como ela iria adorá-lo!
Espero que de onde esteja, veja o menininho que ela deixou para o futuro.

Anônimo disse...

Maravilhoso o texto!!! chorei...
Parabéns .
bjs.
Márcia

PÉ DE PITANGA disse...

Oi Pedro, gostei tanto do poema quanto da foto.
Parabéns.
Bjs